Saiba o quanto você vale pelo seu trabalho.


Vamos entender quanto custa o que fazemos…

Demorei muitos anos para entender que a minha arte é meu trabalho, contudo não precisamos fazer com que as pessoas entendam isso e ai esta o erro, quando queremos que as pessoas nos valorizem através de nossa arte. O processo é inverso, o comprador tem que valorizar o produto que produzimos, com isso estamos gerando o nosso valor pessoal.
Já escrevi isso em outra matéria aqui no blog e vou repetir em letras garrafais – SABER SEPARAR O QUE FAZEMOS DE BOM DO QUE ESTA RUIM, É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA! Isso foi postado no artigo onde falo sobre portfólios. É muito importante saber que nem tudo o que fazemos é bom e ponto.
Esta experiência de anos tomando porradas, calotes, balões, pagando pra trabalhar e não tendo lucro, me fez ver que eu sou o errado. Quando tomo um prejuízo o problema é meu, quando alguém não me paga o problema é meu, quando alguém menospreza meu trabalho EU SOU O CULPADO, POXA !!!!
Perceber isso é muito importante também.
Agora você pode estar se perguntando. O que tudo isso tem a ver com o cálculo do preço do meu trabalho???
 TUDO !!! E se você não percebeu ainda, é porque esta vivendo no mesmo período de trevas que eu estava. Se você não tem ainda a capacidade de perceber tudo isso. Você ainda não é capaz de se dar valor e com isso seu comprador vai sim encontrar este ponto fraco e te explorar até os ossos.
Quando descobrimos a capacidade de direcionar o trabalho e com isso ter uma personalidade e ainda qualidade no que produzimos, isto nos leva a outro patamar do ponto de vista como artista/artesão. Criando maior autoestima, ampliando assim no nosso campo de conceito sobre o que fazemos, nos dando “peito” para enfrentar o comprador de cara limpa e sem vergonha de lhe dar um valor digno pelo produto que ele quer. Ai sim, começamos a ser valorizados!
Contudo, mesmo assim precisamos saber calcular o preço mínimo justo para o que fazemos. Este preço mínimo envolve custos fixos, variáveis e pró labore (salário). Estes são todos os valores básicos que irão gerar o seu preço. Um orçamento é um processo complexo de ser gerado e é onde a maioria peca e perde dinheiro, pois não conta com custos camuflados, que irão te cobrar no final de seu projeto e algumas vezes, essa cobrança pode custar caro.
Uma fórmula básica para calcular seu preço é pegar todos os custos de material que vai ter multiplicar por 3 e assim terá um preço mínimo justo, porém esta não é a forma ideal, mesmo assim isso pode dar errado e prejuízo e o perigo mora na soma dos prejuízos.
Pesquisei e fui atrás de uma planilha simples que pudesse suprir essa necessidade de imediato e que com maiores conhecimentos e prática do dia a dia, você mesmo pudesse formatar a sua planilha com mais adaptação ao seu negócio de arte em específico. Abaixo segue o texto extraído do blog, com o download da planilha.
Espero poder assim ajudar mais quem esta começando e esta perdido e quem já esta no mercado e esta perdendo dinheiro e ainda não percebeu.

Valorize-se através de seu produto!

banner voce pode

o artigo abaixo que disponibiliza a planilha, foi retirado do blog Arty Pano – http://artypano.com.br/planilha-para-calcular-o-preco-de-venda-do-seu-artesanato

Todos temos dúvidas em como calcular o preço de venda de nosso artesanato, mas definir o preço de um produto é fácil, com a ajuda da nossa planilha de precificação.

Só que  antes de fazer o Download  totalmente grátis da planilha vamos entender os conceitos básicos que envolve a fórmula.

Custos Fixos, Custos Variáveis, Salário e Lucro

Custos Fixos são aqueles que ocorrem todos os meses independente de  realizar ou não vendas, como exemplo temos a internet, luz, água, telefone,  que apesar dos valores se modificarem de um mês para o outro, o valor total é independe da produção e venda. Resumindo os custos fixos são as contas mensais do seu atelier. Custos Variáveis são os custos que variam de acordo com o volume de vendas e/ou produção, são os materiais que você usa, eles aumentam ou diminui de acordo com a sua produção. Salário é o seu pró labore, é o valor que você acha justo receber para realizar a sua atividade criativa. Lucro é tudo que excede a sua receita, é com esse dinheiro que você vai reinvestir no seu negócio. Essa palavrinha significa saúde financeira  e devemos lembrar que lucro e salário são diferentes; o lucro não é fonte de renda.

Faça o download da planilha: Planilha-de-Custo

Comente aqui no blog, compartilhe no facebook para os amigos e deixe suas dúvidas!!!

 

Comentários