Clays


Você já se perguntou, porque deve conhecer outros materiais?

Já se perguntou se você esta estudando certo?

Em passeios por grupos percebi o quanto as perguntas são recorrentes, então decidi falar sobre alguns dos assuntos destas perguntas aqui no blog. Vou falar sobre assuntos básicos do nosso mundo de escultura, que acho vai ajudar muitos a darem um ponta pé inicial e perder o medo de conhecer e buscar outros conhecimentos. Neste texto vou falar sobre conhecer outros materiais e quais as vantagens disso. Vou explicar um pouco sobre cada material e dar informações mais técnicas sobre eles. Tudo claro, dentro do meu conhecimento e fico aberto a dúvidas e sugestões.

Sei qua na sua maioria os frequentadores aqui do site/blog são modeladores de Biscuit, porém pergunto:

Porque ficar somente no Biscuit e no artesanato?

Nossos alunos aprendem em nossos cursos a buscar conhecimento. O conhecimento é tão importante ou mais do que saber modelar ou esculpir.

O conhecimento vai te proporcionar evoluir.


Bem, vamos ao que interessa!

Clay !

Você sabe o que significa essa palavra em português?

Achou que sim? Eu acho que não!

Depois de muito tempo estudando cheguei a resposta que Clay é um termo e não uma palavra propriamente dita, ou seja, Clay é um termo em inglês que determina massa, em uma tradução simples deste termo.

Em uma tradução ao pé da letra seria uma argila, porém o termo Clay é usado para diversos tipos de “argilas”, uma designação ao uso do material de modelar/esculpir. Existem diversas categorias de Clays, eu resolvi determinar de modo a facilitar meus estudos, ordenar estas massas para que melhorasse o meu entendimento e a didática de aulas.

Abaixo vou colocar as divisões e depois falar sobre elas, vou utilizar os termos em inglês e traduzir como seriam denominadas.

Clays e seus tipos:

Water Clay:

Uma water clay é uma massa a base de água, solúvel em água, argila talvez seja a water clay mais conhecida e usada.

Abaixo exemplos de trabalhos e material:

khjkhjknnnn026 sculpting-with-water-clay t_481

Paper Clay:

Paper clay são massas que contém papel ou derivado de papel (celulose), em sua composição em geral cerâmicas a base de água (water clay), com adição de papel, para um aumento de sua resistência enquanto não queimada, possibilitando um trabalho de maior precisão e que rache menos. Abaixo uma descrição de uma das minhas fontes de estudo e conhecimento, com os devidos créditos.

“Paper clay é qualquer tipo de massa cerâmica acrescentada de celulose.

Grés, terracota, porcelana ou outros tipos de massas cerâmicas podem se tornar paper clay.

A mistura de papel na massa cerâmica garante resistência e mais plasticidade à peça enquanto trabalhamos e ela ainda está úmida ou em ponto de couro. Garante também uma secagem mais uniforme.  Não importa se o trabalho é delicado e fino ou se é uma escultura de grandes proporções, com o paper clay podemos trabalhar com diferentes espessuras. o risco de trincas na secagem e explosões no forno é muito menor.”

Abaixo alguns exemplos de massa e um vídeo ensinando a fazer uma paper clay.

 das1 paper-clay-charms-001

 

Polimer Clay:

Polimer clays são massas a base compostos plásticos (polímeros), ou seja, tem em sua composição alguma espécie/tipo de plástico na composição química.

Cada massa de polímero tem em sua composição algum plástico que determina seu tipo, composição e categoria nos polímeros, abaixo as massas de polímeros que mais conhecemos e sua base.

Biscuit:

Sim o Biscuit é uma polimer clay e se você tem dúvida ou nega isso é porque não estudou bastante ainda para conhecer o seu material de trabalho. O Biscuit é feito com PVA ( Poliacetato de vinila), um tipo de plástico que compõe a maior parte do Biscuit. Então o Biscuit é uma polimer clay devido a sua composição.

 img_1897 img_2027 img_2138

“Polimer Clay”, Cerâmicas Plásticas:

Porque coloquei o título entre aspas?

Porque assim chamamos erroneamente de nome geral as cerâmicas plásticas, massas de PVC que são para modelar/esculpir e que precisam ser assadas para terem sua polimerização (cura). Como acho fica claro neste trecho do artigo, Polimer Clay é toda e qualquer massa que tem seu composto algum plástico, então cada massa recebe sua denominação diferentemente de sua categoria geral.

As cerâmicas plásticas se diferem do Biscuit em seu modo de trabalhar, cura e produto final, porém há uma pequena diferença em sua formulação química, elas são compostas de PVC (Policloreto de vinila).

img_3229gel-cer_mica-pl_stica-polymer-clay-polymer-clay-liquido

 

 

 

 

 

 

 

 

 

trabalho executado em PVClay, pela escultora Patricia Fernandes. O Biscuit e as Cerâmicas plásticas são parentes bem próximos mas com uma imensa distância no seus modos de trabalhar.

12-ss1sculpt-supersculpeyfirm_1lb

Abaixo uma descrição mais técnica e simplificada sobre um polímero:
polímero é um material formado por uma sucessão de monômeros… um monômero é uma cadeia carbônica que se repete ao longo do polímero….
os polímeros tem como propriedades principais a flexibilidade e leveza; exemplos de materiais poliméricos: borrachas, plásticos, garrafas PET, tubos de PVC…

Oil Clay:

Oil Clays são massas de escultura com base em óleos, praticamente uma argila sintética composta de cargas minerais, óleos e ceras. A “clays” como são resumidamente conhecidas no Brasil se dividem em durezas, tendo a plastilina como a mais molde e progressivamente tendo sua dureza aumentada recebendo nomes que marcam o fator mais duro, isso tem variações de marcas para marcas de fabricante.

Voltando um pouco, a plastilina como é conhecida no Brasil a clay mais mole e macia, recebe essa denominação por aqui apenas, já que e vários países plastilina é o nome dado a grande parte das clays usadas. A marca Chavant por exemplo designa plastilina a todas as suas clays independente da dureza, observe na figura abaixo no rótulo as durezas e plastilina atribuído a todas. A Chavant tem um linha especial destinada as plastilinas (mais moles) e as Plastilinas (Clays), se é que deu pra entender.

chavant-clay-main_1chavant_autostylephoto22

 

 Oil Clay, nacional:

logoNo Brasil temos a a Dim Clay como uma das precursoras em fabricação de Clays a base de óleo para escultores e hobistas, empresa que tem no comando o entusiasta e colecionador Eduardo Cinta.

A Dim Clay iniciou suas atividades em março de 2005, fabricando alguns poucos clays e outros poucos materiais voltados ao universo dos escultores nacionais. A criação das clays surgiu da necessidade própria de ter um material para suprir seu hobby de modelar e esculpir, para construir seus próprios colecionáveis sem necessidade de importar materiais a preços caros e com risco de nunca chegarem.

A Dim Clay hoje formou parcerias e cresceu, sempre atendendo com excelência o mercado de escultores profissionais e hobistas, tentando de diversas maneiras dispor os melhores materiais inclusive importados no seu know-holl de mais de 500 produtos na loja, dentre eles 9 tipos de clay, 2 de plastilinase 3 tipos de ceras, diversos jogos de ferramentas de fabricação própria e mais outros tipos de revenda, parceria com a PVClay disponibilizando massas de cerâmica plastica e outros diversos materiais de suporte e ajuda para a produção de peças de escultura e modelagem. Hoje a Dim Clay é na minha opinião a mais completa loja de materiais para escultura no Brasil, com as mais diversas categorias de produtos para escultores e hobistas do mercado, não se propondo a vender apenas um tipo de material específico, mas sim vários utilizados.

Abaixo algumas fotos:

 

10kgvisitaafabricadadimclayems%c3%a3opaulo%282%29

                                                                                            escultura por: Eduardo Cinta

27a530510d4e1281fe4a5aecc949f4f4alex_barbaro

escultora: Dani Dubeux                                                      escultor: Alex Oliver

1469869_519504438146105_1502038196_n

escultora: Patricia Fernandes

Dentro ainda das Oil Clays no Brasil temos a plastilina Corfix que briga de igual a igual com outros fabricantes de massa profissional em qualidade.  Muito utilizada pelo Artista e grande amigo Rick Fernandes em seus trabalhos e cursos, mostra o que sempre digo, não há obstáculos quando queremos. Abaixo algumas fotos de trabalhos com plastilina Corfix. Após alguns anos Rick recebeu certo reconhecimento tendo seus trabalhos e nome estampados nas caixinhas da massa elevando a categoria do material de “escolar” a profissional, quando na verdade sempre foi!

cbbf724adde4412dd09e160a6fdeb69b314i_produto152-1

                                                                              Rick Fernandes e Corfix

Abaixo uma receitinha e como fazer uma oil clay básica em casa:

 

 

 

Finalizando e preparando a continuação das informações em um próximo artigo, onde vou falar sobre ferramentas, eu penso que existem diversos materiais e na verdade aqui listei os principais de uso comum, porém a arte de modelar e esculpir esta livre como sempre foi para ser apreciada e reinventada todos os dias.

Acompanhem o blog, tem uma série de outros artigos já postados que acho de muito interesse e dão a vara para vocês pescarem. Comentem e deixem suas dúvidas e sugestões, compartilhem para os amigos e aos ventos assim vamos a cada dia plantar uma nova semente e cultivar novos horizontes para esse nosso mundo irado!

 

Comentários