Vamos falar de Artesanato…


Vocês saberiam dar uma definição de artesanato? Dizer assim como uma explicação em uma enciclopédia. Então….   Eu a bastante tempo busco as respostas dessas perguntas e depois de muito pesquisar encontrei um texto ao qual vou aplicar alguns trechos hoje nesse artigo, para responder algumas dúvidas que também eram minhas. Boa leitura!Tire-12-dúvidas-comuns-sobre-MEI

Artesanato: é essencialmente o próprio trabalho manual ou produção de um artesão (de artesão + ato). Mas com a mecanização da indústria o artesão é identificado como aquele que produz objetos
pertencentes à chamada cultura popular. O artesanato é tradicionalmente a produção de caráter familiar, na qual o produtor (artesão) possui os meios de produção (sendo o proprietário da oficina e das ferramentas) e trabalha com a família em sua própria casa, realizando todas as etapas da produção, desde o preparo da matéria-prima, até o acabamento final; ou seja, não havendo divisão
do trabalho ou especialização para a confecção de algum produto. Em algumas situações o artesão tinha junto a si um ajudante ou aprendiz.

Pois é ! Então lendo acima.. me vem a cabeça – Quem é o artesão?????

Artesão: é o trabalhador que exerce uma atividade artesanal, que faz artesanato. Existem artesãos que produzem objetos ligados à cultura popular e aqueles que desenvolvem objetos com design inovador, criando tendências.     (Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.)
Porque artesãos chamam seu local de trabalho de Ateliê?
ateliergeralUm ateliê é o lugar de trabalho de pessoas com vontade de criar e onde se pode experimentar, manipular e produzir um ou mais tipos de arte ou artesanato.
Se você pretende abrir um Ateliê de Artes ou Artesanato, saiba que você poderá atuar com um ou mais sócios, ou
individualmente, sem sócio. Se você preferir assumir os riscos do negócio sozinho, você deverá se registrar como
empesário. Porém, se você optar por montar o empreendimento com outra pessoa, compartilhando os riscos do
negócio, você deverá constituir uma Sociedade Empresária.
O registro como empresário, ou o registro da Sociedade Empresária, deverá ser feito na Junta Comercial do seu Estado. A vantagem de você atuar individualmente como empresário, é que você terá toda autonomia para tomar as decisões relacionadas ao funcionamento da sua empresa sem ter que submetê-las à apreciação de um sócio. Ocorre, porém, que a responsabilidade pelas obrigações assumidas pelo empresário é ilimitada. Isto quer dizer que, caso a empresa não tenha recursos suficientes para honrar seus compromissos com os credores (fisco, empregados, fornecedores, bancos etc.), o titular da empresa (no caso o empresário) responde com seus bens particulares para

suprir o valor restante da dívida, mesmo que o empresário tenha agido com cautela e boa-fé na condução dos negócios de sua empresa. Por outro lado, se você preferir atuar com um ou mais sócios para explorar a atividade, vocês (os sócios), deverão constituir uma sociedade em que todos deverão contribuir com recursos suficientes

para que possam constituir a empresa e dar início às atividades. Neste caso, a sociedade empresária poderá ser
limitada. Aliás, este tipo de sociedade é a preferida pelas pequenas empresas, pois os sócios não respondem com seus bens pessoais caso a empresa não possua bens suficientes para honrar seus compromissos. Entretanto, se os sócios tomarem decisões contrárias ao interesse da sociedade, ou que manifestadamente visem prejudicar interesses de terceiros, poderão responder com seus bens pessoais para cobrir os prejuízos causados. O novo código civil dispõe claramente que os sócios têm o dever de exercer suas funções com responsabilidade, assim como costumam empregar na administração de seus próprios negócios.
 Acho que ficou legal a explicação até aqui. Mas complementando, ainda o artesão pode se enquadrar no MEI, você sabe o que é? E sabe quais são as vantagens de ser um MEI?
O trabalhador conhecido como informal pode se tornar um Microempreendedor Individual (MEI), legalizado e passar a ter CNPJ, o que facilitará a abertura de conta bancária, o pedido de empréstimos e a emissão de notas fiscais. Para ser um microempreendedor individual, é necessário faturar hoje até R$60.000,00 por ano ou R$5.000,00 por mês, não ter participação em outra empresa como sócio ou titular e ter no máximo um empregado contratado que receba o salário-mínimo ou o piso da categoria. O MEI será enquadrado no Simples Nacional e ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL).
Veja agora de maneira simples o que tem por obrigação um MEI.

O microempreendedor individual, terá como despesas apenas o pagamento mensal, que corresponde a R$ 45 (Comércio ou Indústria), R$ 49 (prestação de Serviços) ou R$ 50 (Comércio e Serviços).

O cálculo corresponde a 5% do salário mínimo, a título da Contribuição para a Seguridade Social, mais R$ 1 de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e/ou R$ 5 de Imposto sobre Serviços (ISS).

O pagamento deve ser feito por meio do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), uma guia de recolhimento emitida através do Portal do Empreendedor.

Seus direitos como MEI.

O MEI tem direito aos benefícios previdenciários, como auxílio-maternidade, auxílio-doença, aposentadoria, entre outros.

 

Comentários